Como manter o controle sobre unidades inadimplentes?



13.01.2016, Por: admin

Quando o assunto é inadimplência, o síndico se depara com duas questões, a primeira delas é como ser justo com os condôminos que pagam suas cotas condominiais em dia e a segunda e mais delicada, como cobrar as unidades inadimplentes sem lhes causar constrangimentos. Para orientar os síndicos que estão vivenciando esta realidade descrevo abaixo como é possível encontrar um equilíbrio entre estas duas situações:

Primeiro, é importante que o síndico nunca assuma sozinho nenhuma responsabilidade sobre o condomínio, tudo deve ser aprovado em assembleia.

A criação de um fundo de prevenção à inadimplência tem sido uma das saídas para que o condômino que quita suas contas em dia não seja surpreendido com um aumento repentino de sua cota.

Existem prédios que já adotaram uma forma de controle das contas através do próprio boleto de cobrança do condomínio. No verso do boleto, além da prestação de contas, segue também a relação de devedores, onde são apontadas apenas as unidades inadimplentes e nunca o nome do condômino que esta em débito para evitar constrangimentos e possíveis ações por danos morais.

Com relação aos inadimplentes, uma dica para o organizar as contas do condomínio é buscar um acordo com os devedores em no máximo sessenta dias de atraso. Este prazo evita o crescimento da dívida e suas consequências danosas.

Outro passo importante são os avisos sobre as cotas condominiais em atraso. Antes de qualquer procedimento externo de recebimento, o condomínio deve tentar receber de uma forma amigável. Porém, se essas tentativas de recebimento não obtiverem êxito, existem outros meios bastante eficazes.

Um deles é o encaminhamento a protesto, que amparado pela Lei Estadual nº 13.160/2008, tem ajudado de forma significativa no controle da inadimplência, lembrando, é recomendado que tal procedimento seja aprovado em assembleia.

Além disso, a cobrança também pode ser feita através de cobrança judicial, já existem muitos advogados especialistas nesta área e o êxito neste tipo de cobrança também tem sido expressivo.