Implementar a Coleta Seletiva no Condomínio Gera Lucro?



09.10.2018, Por: Alexandre Furlan

Quanto o condomínio pode ganhar com coleta seletiva? Esse assunto é sempre recorrente nas assembleias e reuniões de condomínio.

Felizmente, temos uma situação atual em que a maioria dos condôminos querem implementar a Coleta Seletiva e a pergunta que sempre surge no planejamento é. Quem vai coletar? Posso ganhar dinheiro com os recicláveis?

Para responder essas questões, vou citar abaixo alguns dados e informações:

Dados alarmantes da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos

Especiais (Abrelpe) de 2016 sobre a geração de resíduos no País revelam que mais de 3.300 municípios continuam a usar instalações inadequadas e lixões.

Se pensarmos na Coleta Seletiva, é ainda mais desanimador. Um serviço que é pouco prestado nos municípios, e quando presente, atende um pequeno percentual da população, como é o caso de São Paulo, que tem somente 3% de todo o resíduo gerado destinado à Reciclagem.

Então, se não for com a Coleta Seletiva da prefeitura, com quem o condomínio pode contar?

 

coleta-seletiva

• Empresas

• Cooperativas

Atualmente existe uma grande demanda de consumidores com reais intenções em fazer a coleta seletiva e pouca oferta de empresas realizando o processo industrial de transformação da matéria prima o que gera um baixo valor do material reciclável.

Para se ter ideia, o valor do Kg comercializado de vidro é de R$ 0,13 e o do papelão

R$ 0,38. O único material que tem o valor mais alto é a lata de alumínio que é vendida por

R$ 3,20 o Kg.

Sem grande apoio da prefeitura, as Cooperativas de reciclagem que coletavam gratuitamente os materiais nos condomínios, vão perdendo a motivação pelo alto custo da logística como também devido ao fato de o condomínio vender a latinha e deixar o que não tem valor agregado às mesmas. Qual síndico nunca ouviu de uma cooperativa ou empresa “Não vale mais a pena coletar”.

Resta contratar aquela Kombi caindo aos pedaços, que coletará somente o papelão e a latinha e deixar o condomínio na mão a qualquer momento, ou contratar uma empresa profissional que realize a logística.

É por isso, que a ideia de ganhar algum dinheiro com os recicláveis é ultrapassada, a responsabilidade da geração de resíduos é sua e o dever de achar uma solução também.

Pensando nisso, a Lello Condomínios criou o programa Lello Recicla, que ajuda os condomínios de maneira profissional, a implantar uma solução para a reciclagem dos resíduos condominiais. Clique e confira!