Sustentabilidade Predial em 5 Dicas Baratas e Eficazes



04.09.2018, Por: Alexandre Furlan

Constantemente, a mídia publica inovações em sustentabilidade, porém, muitos ainda tem a imagem que ela pode gerar um alto investimento. Atualmente, existem diversas medidas a serem implementadas para ajudar o meio ambiente e muitas vezes, economizar um bom dinheiro.
Quando falamos em condomínios residenciais, existem muitas possibilidades. Existem mais possibilidades para condomínios em fase de construção, porém para condomínios existentes também existem inúmeras possibilidades de contribuir com a economia de recursos naturais.
Preparamos 5 dicas para você tornar seu prédio mais ecoeficiente sem gastar muito.

Captação de água de chuva

Muitos síndicos que ouvem falar em captação de água de chuva, nem chegam a fazer uma cotação com receio do valor. O detalhe é que muitas não sabem mas 80% do sistema já está implementado no condomínio.
Todo prédio, recebe água da chuva pela cobertura, e esta percorre uma tubulação que é destinada a uma caixa de água localizada normalmente no subsolo do mesmo. O que a maioria faz, é bombear essa água para a rua, ou seja, dinheiro. A captação de água de chuva já existe, o que o condomínio precisa, é investir no tratamento básico da água e reutiliza-la para irrigação dos jardins e lavagem de áreas comuns, e garagens.

Verificação de vazamentos de água.

Apesar de exigir algum investimento, é uma medida que pode lhe ajudar a economizar muita água e consequentemente, dinheiro.

Nos Reservatórios subterrâneos de edifícios
Feche o registro de saída do reservatório do subsolo e a torneira da boia. Marque no reservatório o nível da água e, após uma hora, verifique se ele baixou. Se isso ocorreu, há vazamento nas paredes do reservatório ou nas tubulações de alimentação do reservatório.

 

Em torneiras / vaso sanitário

Torneiras
Gotejando, uma torneira chega a um desperdício chega a um desperdício de 46 litros por dia.
Isto é, 1.380 litros por mês. Ou seja, mais de um metro cúbico por mês ou mil litros e água.
Um filete de mais ou menos 2 milímetros totaliza 4.130 litros por mês.
E um filete de 4 milímetros, 13.260 litros por mês de desperdício.

Compostagem da Grama e resto de folhas

A compostagem de resíduos domésticas às vezes pode ser uma medida dificultosa pois exige uma manutenção muito grande devido aos alimentos. Porém, uma forma de diminuir a quantia de resíduos do condomínio, é fazer a compostagem do resto de podas de árvores e plantas. Uma organização bem bacana para lhe ajudar é Morada da Floresta, especialista em compostagem urbana.

Coleta Seletiva

Diante das circunstancias atuais, a Coleta Seletiva é um item que pode já ser considerado um item básico para um condomínio que queira ter o mínimo de ações sustentáveis. O prédio pode implementar o projeto com uma ONG ou empresa, e realizar a coleta com cooperativas, prefeitura ou empresa. Uma dica é utilizar o site www.rotadareciclagem.com.br para verificar uma organização mais próxima de seu condomínio. Lembrando que coleta seletiva é um dever e responsabilidade de todos e deve-se abandonar a ideia de implementar o projeto somente se houver algum retorno financeiro para o seu prédio.

Educação Ambiental

A educação ambiental é a solução mais barata e eficaz para tornar seu condomínio mais sustentável. Por mais que aja um investimento por parte do condomínio em tecnologias ecoeficientes, e por outro lado os moradores não se conscientizem, não terão o resultado esperado.
O morador pode ter atitudes básicas do dia a dia para tornar sua moradia um local mais sustentável:

• Tomar banhos mais rápidos
• Desligar as luzes, quando não utilizadas.
• Se você mora em um dos primeiros andares, vá de escada e ainda melhore sua saúde.
• Plante uma árvore em seu condomínio.
• Como o social faz parte da sustentabilidade predial, um ponto muito importante é pensar em ações de como melhorar seu convívio com seus vizinhos.

Organizar, orientar e otimizar a reciclagem nos condomínios, conta comigo!